O Ensaio dos Abutres

Co-produção: Palombar – Conservação da Natureza e do Património Rural

“O Ensaio dos Abutres” é um ensaio sobre o porquê de desprezarmos, perseguirmos e exterminarmos uma espécie animal, mais uma…

É um ensaio sobre como esquecemos que, em outros momentos da nossa história e em outras culturas, os abutres foram aves de bom presságio e que, além disso, comunicavam-nos com os deuses, e até com o Deus Todopoderoso.

É um ensaio sobre o que estas aves necrófagas nos ensinam: a ser bons pais, a partilhar com os da nossa espécie, a cuidar e limpar o nosso meio ambiente…

É um ensaio sobre como acreditamos que essas aves penetrantes nos podem ver a nós, os humanos, nas nossas pequenas vidas, nos nossos preconceitos, nos nossos medos ancestrais à morte, ao diferente, à possibilidade de haver, ou não, o mais além.

É um ensaio sobre as verdades incómodas ditas às vezes por aqueles que desprezamos e marginalizamos socialmente.

E para ensaiar sobre tudo isto, enveredamos por uma  linguagem contemporânea, com a sua poesia, a sua música ao vivo, as suas canções, o seu movimento, a sua ironia e o seu humor.

 

Ficha Artística e Técnica

Criação e Direcção: Luis Blat
Criação e Interpretação: Noelia Domínguez e Sérgio Agostinho
Musica Original ao Vivo e Som: Vitor Hugo Ribeiro e Tiago Santos
Luz: Nuno Tomás
Figurinos e Espaço Cénico: Cláudia Ribeiro
Design Gráfico: Taveira Durão
Produção: Patrícia Ferreira e Sara Casal