Vincent, Van e Gogh

Vincent, Van e Gogh

Peripécia  Teatro
Fora de Cena . Teatro

Classificação etária: > 12 anos.
Duração aproximada: 75 minutos.

Um espectáculo visualmente poético, onde se sugerem algumas das mais emblemáticas obras de Van Gogh.

[Vincent, Van e Gogh:] três corpos num só ser, com gestos e movimentos sincronizados e diálogos violentos e bizarros como a sua própria loucura (…) um espectáculo denso, inquietante e visualmente poético (…) A peça parte da obra e da biografia do pintor, não mostra uma única tela sua, mas transporta quem a vê para quadros como Os Comedores de Batatas, A Cadeira, Auto-Retrato com Orelha Ligada ou Campo de Trigo com Corvos.
Celeste pereira, in Público

De um palco atulhado de pincéis, telas, chapéus e cavaletes, três actores fazem irromper figuras e

situações que marcaram a vida e a pintura de Van Gogh, compondo um espectáculo que oscila entre o drama e a comédia, e com uma narrativa cénica que transporta o espectador para atmosferas de delírio, de inquietude e de desconcerto.
É também uma humilde homenagem ao pintor holandês que se tornou no paradigma do “artista maldito” que não vê a sua obra reconhecida; ao homem cuja vida é a história de um fracasso, em busca, primeiro da verdade religiosa e, mais tarde, da arte. Van Gogh acabou sozinho, doente e, dizem alguns que louco, até se suicidar, aos 37 anos, em Auvers-sur-Oise em França.

Criação e Interpretação: Ángel Fragua, Noelia Domínguez e Sérgio Agostinho
Direcção: José Carlos Garcia

Design gráfico: Zétavares e Pedro Coelho
Fotografia: Carlos Teles
Luz: Paulo Neto e Luís Viegas
Operação de Luz: Eurico Alves
Figurinos e Adereços: José Rosa
Montagem em Residência Artística: Vítor Tuna,

Pedro Pires de Carvalho, Francisco Espírito Santos e

Espetáculo estreado em Maio de 2004 no Novo Ciclo ACERT, Tondela

Registo IGAC: 485/2005

Apoio

Patrocínio

Parcerias Locais

Parcerias Estratégicas 2018 / 2021