Remédios Santos

Remédios Santos

Peripécia  Teatro
Fora de Cena . Teatro

Classificação etária: > 12 anos.
Duração aproximada: 80 minutos.

“Um olhar ácido, humorístico e inquietante sobre a indústria farmacêutica.”
Hernán Gené
“Uma peça que promete polémica.”
Rui Sá – RTP1

Quem nos cura? São os Remédios ou os Santos? Será a Nossa Senhora dos Remédios? “Os Santos são uns dos mais antigos efeitos placebo da história da medicina” diz o Guarda-Mor da Morgue dos Mortos de Marca. O que são os Remédios Santos? Remédios do Povo. Daqueles que vão curando ao longo de gerações, sem estarem sujeitos a qualquer tipo de patente. “É Remédio Santo!” disse a S’Joaquina do Outeiro ao dar a receita do remédio para tirar os cravos das mãozinhas do José Maria. “É remédio santo!” diz um técnico de vendas de uma farmacêutica sobre o seu medicamento para a epilepsia.

Existirão Princípios Activos na indústria farmacêutica?
Para tentar responder, três actores desdobram-se em múltiplas personagens e situações inspiradas em factos verídicos, construindo uma narrativa fragmentada onde cabem histórias como a do José Maria e a sua obsessão pelos cravos nas mãos, e a da Bayer e a sua relação com personagens heróicos do séc. XX, como A. Hitler ou a Heroína, a substância.
De santo não tem nada, mas o Riso continuará a ser mesmo o melhor remédio.

Criação* e Interpretação: Ángel Fragua, Noelia Domínguez e Sérgio Agostinho
Direcção: Hernán Gené

*Com citações de George Orwell e excertos de Miguel Jara

Co-produção: Teatro de Vila Real
Cenário, Adereços e Design Gráfico: Zétavares
Luz: Paulo Neto
Sonoplastia: Borja Fernández
Produção Executiva: Sara Ramalheira

Espetáculo estreado 15 de Abril de 2010 no Teatro de Vila Real

Registo IGAC: 453/2010

Apoio

Patrocínio

Parcerias Locais

Parcerias Estratégicas 2018 / 2021